Laboratorio Cianorte

Dicas, Recomendações, Ideias

Qual A DiferenA Entre éTica E Moral?

Qual é a diferença entre ética e moral?

Qual a diferença entre ética e moral? – Nesse texto, você conheceu os conceitos de ética e moral, De forma resumida, as diferenças entre os dois termos são:

A moral prevê certo e errado; a ética prevê bem e mal.A moral é uma conduta específica e normativa; valores éticos são princípios, frutos de reflexão sobre ações e normas de conduta.Norma é cultural e temporal; valor é universal e atemporal.A norma é a conduta de um determinado valor; o valor justifica a existência de uma norma.

Saiba como vai funcionar o vestibular do Mackenzie

Qual é a relação entre ética e moral?

A Ética avalia a melhor ação a ser tomada, tendo como objeto para essa avaliação os valores morais e a situação prática em que tais valores estão em questão. A Moral se refere ao próprio corpo de valores constituídos (forma- dos) ao longo do tempo dentro de uma determinada cultura.

Quais são os exemplos de ética e moral?

3. Jogar lixo na rua – Se ao caminhar por uma via pública uma pessoa estiver com alguma embalagem que pretenda se desfazer, pela ética ela deve jogar esta embalagem no lixo. Isso seria o correto tanto pela ética quanto pela moral. Entretanto, ela pode decidir jogar a embalagem na via pública.

Pela ética isso é tido como algo ruim, pois além de sujar a rua essa pessoa pode estar dando um mau exemplo para que outros indivíduos possam cometer este mesmo ato. Num sentido mais amplo, a finalidade das duas é muito semelhante, pois tanto a ética quanto a moral são responsáveis por construir as bases que vão guiar a conduta dos indivíduos e a melhor forma de agir em sociedade.

Leia também tipos de ética,

O que vem a ser moral?

Moral: o que é? – No campo da Filosofia, a moral é entendida como o “conjunto de valores, como a honestidade, a bondade, a virtude etc., considerados universalmente como norteadores das relações sociais e da conduta dos homens” (Dicionário Houaiss).

O que é ética e um exemplo?

Qual a diferença entre o que é ser ético e a moral? – Ética e moral são duas características que estão conectadas e as duas tem relação com o certo e errado, e o bem e o mal. Ser ético é agir e viver conforme as regras e normas determinadas em sociedade, é construída através do coletivo.

O que caracteriza a ética?

Ética é uma área da filosofia que busca problematizar as questões relativas aos costumes e à moral de uma sociedade, sem recorrer ao senso comum. A ética tenta estabelecer, de maneira moderada e com uma visão questionadora, o que é o certo e o errado e a linha, muitas vezes tênue, entre o bem e o mal,

O que é moral 3 exemplos?

Exemplos de moral: Ajudar pessoas com necessidades; Influência da religião nas condutas; Imoralidade em ter mais de uma esposa no Brasil, enquanto em alguns países é moralmente aceito.

O que é moral de um exemplo?

O que é moral? – A moral é uma espécie de conjunto de hábitos e costumes de uma sociedade, A moral, em geral, faz-se de acordo com a cultura de um local em um determinado espaço de tempo. Normalmente, alguns elementos da sociedade influenciam-na, como a religião, o modo de vida da sociedade, o acesso que essa sociedade tem à informação e o uso que as pessoas de determinado recorte social fazem da informação.

  • A moral, normalmente, é exposta sobre preceitos e, muitas vezes, expressa como normas de proibição e permissão.
  • É comum ouvirmos a frase “fulano atentou contra a moral e os bons costumes”, isso porque a moral é uma espécie de norma de conduta social que indica algo qu e é certo ou errado naquela sociedade.

Devido ao caráter cultural e subjetivo da moral, algo que é permitido em uma determinada moral, pode ser proibido em outra. Apesar de várias normas morais repetirem-se, elas são, muitas vezes, diferentes porque as sociedades construíram diferentes modos de vida.

Quais são os 7 princípios éticos?

Os 7 princípios fundamentais são humanidade, imparcialidade, neutralidade, independência, voluntariado, unidade e universalidade : sete Princípios Fundamentais resumem a ética do Movimento, constituindo a essência do seu enfoque para ajudar as pessoas afetadas por conflitos armados, desastres naturais e outras situações

Como separar a moral da ética?

Qual a diferença entre Ética e Moral? – A moral refere-se ao conjunto de normas e regras baseadas na cultura e nos costumes de determinado grupo social. Já a ética é o estudo e reflexão sobre a moral e sobre os princípios que sustentam e orientam as ações humanas.

Ética Moral
Definição A ética é o estudo e a reflexão sobre os princípios da moral, das regras de conduta aplicadas a alguma organização ou sociedade. É também chamada de filosofia moral. A moral se refere às regras de conduta que são aplicadas a determinado grupo, em determinada cultura.
De onde vem Da reflexão sobre as ações humanas. Dos costumes e do sistema social.
Por que seguimos? Porque se compreende que há um bem e que orienta e se manifesta a partir das ações. Porque a sociedade desenvolve as próprias normas e define o que é certo e errado.
Flexibilidade A ética é compreendida em sua universalidade, mas está sujeita à reflexão e a mudanças ao longo do tempo. A moral tende a ser consistente dentro de um determinado contexto, pouco sujeita a mudanças. Porém, pode variar de acordo com cada cultura ou grupo.
Exceções Uma pessoa poderá ir contra sua ética para se ajustar a um determinado princípio moral, como, por exemplo, o código de conduta de sua profissão. Uma pessoa que segue rigorosamente os princípios morais de uma sociedade pode não ter nenhuma ética. Da mesma forma, para manter sua integridade ética, pode violar os princípios morais dentro de um determinado sistema de regras.
Significado Ética vem da palavra grega ethos que significa “conduta”, “modo de ser”. Tem origem na palavra latina moralis, que significa “costume”.
Origem Universal. Cultural.
Tempo Tende à permanência. Temporal.
Uso Teórico. Prático.
Exemplo A ética é a ciência das virtudes humanas. A moral cristã prevê que a compaixão e o amor ao próximo são valores imprescindíveis da vida em sociedade.

Qual é o papel da ética?

UNIARA Profa. Sonia A.G. Pinotti A sociedade atual tem contribuído para a existência de pessoas que não possuem apreço e respeito à vida. A violência social, seja como uma forma de sobrevivência frente às adversidades criadas pelo ambiente, pela conquista de novos espaços, ou pela imposição de uma diferenciação entre os indivíduos, tem gerado relações sociais ruins e falta de comprometimentos e de responsabilidades sociais.

Diante dessa realidade é preciso que os educadores trabalhem com temas como o respeito à vida, a natureza, raças e etnias, enfim, uma educação para a saúde e qualidade de vida. Com todos os valores citados, podemos acrescentar a Ética, expressão que possui diversos significados: filosófico, profissional, político e religioso.

A palavra Ética é derivada do grego e significa àquilo que pertence ao caráter, a busca do melhor estilo de vida, do melhor modo de viver, do pensamento humano normal e sadio. Ética é o nome dado ao ramo da Filosofia dedicado aos assuntos morais. Lida com o que é moralmente bom ou mau, certo ou errado.

As palavras ética e moral, tem a mesma base etimológica, significam hábitos e costumes. Na Filosofia, a Ética não se resume a moral, mas busca fundamentação teórica e prática para o conhecimento do comportamento humano do interior de cada sociedade. Tem por objetivo o estudo desse comportamento para estabelecer os níveis aceitáveis que garantam a convivência harmoniosa dentro das sociedades e entre elas.

Logo, a função da Ética é investigar e explicar o comportamento das pessoas ao longo de sua existência, visando a fixação de comportamentos “básicos” para diminuir o nível de conflitos morais dentro dos diversos setores da sociedade. Pela Ética as pessoas precisam pensar sobre suas ações, colocando a razão acima das emoções, procurando a felicidade individual e coletiva, porque o ser humano vive em grupos e as suas atitudes devem visar ao bem e a felicidade de todos.

Como virtude, é praticada sem nenhum tipo de pressão exterior, vem de dentro do consciente do ser ético. A Ética leva o homem a agir não só por tradição, educação ou hábito, mas principalmente por convicção e inteligência. Logo, para ser ético é preciso aprender a ser cidadão, aprender a agir com respeito, honestidade, responsabilidade, lealdade, solidariedade, justiça e não violência.

É preciso aprender a usar o diálogo nas diversas situações da vida social, comprometendo-se com tudo o que acontece na sociedade, repudiando as injustiças, respeitando o outro e exigindo para si o mesmo respeito. É preciso salientar que, a construção de uma sociedade democrática, pautada por princípios éticos, é dinâmica, pois sempre surgem fatos novos e conflitos diferentes, que necessitam ser resolvidos a partir do diálogo, das discussões sadias, criando-se uma tradição nos grupos e na vida em comunidade.

O que é ética e moral para a filosofia?

Ética e moral: conceitos, diferenças e exemplos Pedro Menezes Professor de Filosofia, Mestre em Ciências da Educação De modo geral, a ética é uma área da filosofia, também chamada de Filosofia Moral. Nela, são estudados os princípios fundamentais das ações e do comportamento humano.

Já a moral é uma construção social formada pelo conjunto dessas ações e comportamentos através do entendimento sobre quais são bons e quais são maus, visando criar normas que orientem as ações dos indivíduos pertencentes a um mesmo grupo. Entretanto, como todos os temas filosóficos, não há um consenso relativo a essa diferença.

Alguns autores tratam ética e moral como sinônimos. Isso se dá porque as raízes etimológicas das palavras são semelhantes. Etimologicamente, os termos derivam da mesma ideia:

Ética vem do grego ethos, que significa “costumes”, “hábitos” e, em última instância, “o lugar em que se habita”.Moral tem origem no latim mores, que significa “costumes”, “hábitos” e é raiz também de nossa palavra “morada”, o lugar em que se mora (do verbo morar).

ÉTICA MORAL
Definição Reflexão filosófica acerca dos princípios motores das ações humanas: certo e errado; justo e injusto; bem e mal. Código cultural de normas que orientam as ações dos indivíduos inseridos em um determinado contexto.
Caráter Universal Particular (cultural/pessoal)
Fundamentação Fundamenta-se na teoria (princípios) Fundamenta-se nos costumes e hábitos (comportamentos)
Exemplo

Ética, ou filosofia moral, é uma área do conhecimento dedicada à investigação dos princípios das ações humanas. Em outras palavras, a ética é o estudo sobre as bases da moral.

Ela desenvolve teorias sobre o desenvolvimento do comportamento humano e a construção de valores compartilhados socialmente, que orientam as ações.A reflexão sobre conceitos-chave como “o bem”, “a justiça” e “a virtude”, constroem o saber ético, iniciado no período antropológico da filosofia grega marcado pela tríade Sócrates-Platão-Aristóteles.Principalmente no texto Ética a Nicômaco, de Aristóteles, o filósofo define a ética como uma disciplina da filosofia e busca definir a relação entre os comportamentos humanos, a virtude e a felicidade.

Atualmente, a ética se ocupa da teorização e construção de princípios que fundamentem diversas atividades. A deontologia, por exemplo, é uma área que visa estabelecer as bases éticas para o desenvolvimento profissional. Assim como a – um ramo dedicado a refletir sobre quais princípios a ciência deve se desenvolver, tendo como foco o respeito à vida.

Para que serve a moral?

O que é ética e moral? – Qual A DiferenA Entre éTica E Moral Os conceitos dizem respeito ao comportamento humano em sociedade Ética e moral são dois conceitos que dizem respeito ao comportamento humano em sociedade, porém não são sinônimos, mas sim complementares. Ambos têm uma relação entre si, mas não possuem a mesma origem e nem o mesmo significado.

Vamos conferir os conceitos e as diferenças entre as duas palavras. A moral é um conjunto de normas que servem para orientar a maneira de agir das pessoas dentro de um contexto específico. Por conta disso, estamos falando de um conceito de caráter particular e que se baseia, sobretudo, em hábitos e costumes,

Já a ética funciona basicamente como uma racionalização da moral. Ou seja, ela é uma reflexão sobre as ações humanas. As noções de certo ou errado e justo e injusto se dão a partir dos nossos valores éticos. Ao contrário da moral, a ética é um conceito de caráter universal e que se fundamenta por princípios teóricos.

  • Outra maneira de diferenciarmos o conceito de ética e moral é nos determos a qual tipo de pergunta cada uma delas pretende responder.
  • Enquanto a ética procura encontrar a definição sobre “o que é o bem?” e “o que é o mal?”, a moral questiona “será que essa é uma atitude boa?” ou “será que essa é uma atitude ruim?”.

Apesar das suas diferenças, ética e moral também têm ao menos uma semelhança. Ambas ajudam a delimitar os valores que conduzirão o modo de agir do indivíduo, definindo noções de índole e caráter, e encontrando a melhor maneira de viver em sociedade,

Qual é a importância da moral?

Os Valores Morais e sua Importância na Sociedade – Brasil Escola Desde o nascimento nos é ensinado o que é certo e errado e a partir disso reproduzimos os valores impostos pela sociedade. Antes de mais nada, valor moral pode ser definido como “respeito à vida”, não apenas a vida individual mas sim a vida coletiva, já que vivemos coletivamente, dependendo uns dos outros.

  1. A última pesquisa de IVH (Índice de Valor Humano) mostrou que na opinião dos brasileiros, de forma geral, o que é necessário mudar no Brasil para a qualidade de vida melhorar de verdade é em primeiro lugar, a educação, seguida de política pública, violência, valores morais e emprego.
  2. Já no Estado de São Paulo houve uma variação em relação à opinião nacional, ficando valores morais em primeiro lugar.

De qualquer modo, a discussão sobre os valores morais se mantém em posição de destaque, visto que a sua compreensão é deveras importante para o bom funcionamento da sociedadde como um todo. Mas como e quando ficou definido o que é correto e o que é considerado errado do ponto de vista social? Tanto religião quanto o livre arbítrio do homem se relacionam com a construção dos ideais de ética e moral, sendo que estes são passados de geração para geração, numa linha perpétua de integração em nossa sociedade.

A religião oferece ao homem os pilares necessários para a interpretação sobre a distinção entre o certo e o errado, e ao homem cabe o livre-arbítrio e bom senso para ” moldar” estes pilares de acordo com as necessidades coletivas. Mas por que os valores morais são tão importantes na sociedade? Ora, eles são os responsáveis pela manutenção da ordem entre as pessoas, sendo inclusive ensinados desde o berço.

É fácil imaginar em que situação o mundo se encontraria atualmente caso o homem ignorasse as leis formuladas a partir dos conceitos de ética e moralidade. É certo que o homem possui o direito de ter sua liberdade de expressão e escolha, porém tudo é passivo de limites.

Caso contrário, diante de quaisquer adversidades que surgissem em nosso caminho, retornaríamos ao nosso estado primitivo e resolveríamos todos os problemas de maneira antiquada, desprovida de ética e moral, como fazem os criminosos, notadamente não seguidores dos valores morais. Em síntese, valor moral além de ser um instrumento indispensável para o bom funcionamento da sociedade e integração dos indivíduos nela, também significa respeito à vida.

À nossa vida e à vida das pessoas ao nosso redor. : Os Valores Morais e sua Importância na Sociedade – Brasil Escola

Qual é o fundamento da moral?

Porém a moral se baseia na tradição e nos costumes ; e a ética se fundamenta na razão e na reflexão.

O que é ética 5 Exemplos?

O Portal A Crítica separou 10 exemplos de atitudes éticas : Educação e respeito com o próximo; cooperação e atitudes que visam à ajuda aos outros; divulgação de conhecimentos que possam melhorar o desempenho das atividades de alguém; respeito à hierarquia dentro do ambiente de trabalho ou religioso; buscar crescimento

O que é ética nos dias de hoje?

texto publicado com a colaboração de Iviane de Melo Pena, Thamia Leal de Oliveira e Juliana Beltrão da Silva acadêmicas de Serviço Social da UFAM postado em abr.2016 versão em Espanhol Ao longo do dia, diante de pessoas, coisas e situações, muitas avaliações ou pré-conceitos são perpetrados constantemente.

  • Desde que o mundo é mundo é assim.
  • O ser humano vive sob o maniqueísmo das coisas: o bem e o mal, o certo e o errado, e o que diferencia cada um tem a ver com a boa índole refletida na boa conduta frente à sociedade, regida por regras de bem viver que precisam ser respeitadas.
  • Não deve ser confundida com as leis, mas está relacionada com o sentimento de justiça social.

Princípios ou valores morais, como a ética são peças chave para a harmonização dos grupos, a fim de que haja um equilíbrio e bom funcionamento social, possibilitando que ninguém saia prejudicado. Pelo menos é o que diz a teoria. Nesse sentido, ética é um tema recorrente, pois, está atrelada à vida, ao cotidiano do Homem.

  • Nos dias de hoje, muitos citam a palavra “ética”, mas, quando perguntados, não conseguem explicá-la nem defini-la.
  • Por isso, o objetivo deste texto é abordar o conceito de ética de modo a tornar mais claro seu entendimento a partir de uma reflexão sobre a mesma nos dias atuais.
  • Em um primeiro momento a ética nos remete a norma, liberdade e responsabilidade.

Falar em ética significa falar de liberdade, pois não há sentido falar de norma ou de responsabilidade se não partimos da suposição de que o ser humano é realmente livre para agir, ou pode sê-lo. A norma nos diz como devemos agir. E, se devemos agir de tal modo, é porque também podemos não agir deste modo.

  • Isto é, se devemos obedecer, é porque podemos desobedecer ou somos capazes de desobedecer à norma.
  • Também não haveria sentido falar de responsabilidade, se o condicionamento ou o determinismo fosse tão completo a ponto de considerar a resposta como mecânica ou automática.
  • Por outro lado se afirmarmos que o determinismo é total, não há o que falar de Ética; pois a Ética refere-se às ações humanas, e, se elas são totalmente determinadas de fora para dentro, não há espaço para a liberdade, como autodeterminação e, consequentemente, não há espaço para a Ética.

Para falar sobre um dos ramos da filosofia dedicado aos assuntos morais que norteiam um meio social, é necessário refletir sobre os dilemas da conduta dos indivíduos, na contemporaneidade, em todos os âmbitos sociais, a começar na família, na escola, no trabalho e assim sucessivamente.

  1. Pensar nos descaminhos dos seres humanos, refletidos na violência, na exclusão, no egoísmo e na indiferença pela sorte do semelhante e até mesmo da sociedade.
  2. Na atualidade a ética abrange uma vasta área, podendo estar relacionada com temas ligados ao ambiente familiar, escolar, profissional, econômico, social e político.

Existem códigos de ética profissional que indicam como o indivíduo deve se comportar no âmbito da sua profissão. Nos dias atuais com um mundo cada vez mais globalizado e competitivo, as pessoas preocupam-se com a ética nos seus negócios mostrando-se cada vez mais eficazes para competir com sucesso e obter resultados positivos.

Um outro exemplo a ser citado é na arena política onde a sociedade tem exigido cada vez mais a moralidade de seus agentes e representantes e cada vez mais “condenando” as ações que saqueiam os cofres públicos tirando do povo o recurso que deveria ser empregados na prestação de serviços a população ( educação, saúde, segurança, infraestrutura).

Na arena política vale destacar a importância que os conceitos de democracia e direitos humanos assumiram que são também, simultaneamente, de caráter moral: como por exemplo, a partir da discussão em torno dos conceitos de liberdade, igualdade e justiça social.

Mas o que é certo, o que é errado? Existe uma série de discussões políticas relativas aos direitos de grupos sociais as quais devem ser percebidas como questões morais: a questão do aborto, por exemplo, que ocasiona grande polêmica quando posto em pauta, os direitos dos deficientes, a eutanásia, entre outras questões.

São temas complexos que perpassaram o tempo e hoje resultam em discussões que esbarram no senso ético para a resolução de cada situação em seu tempo. Diretamente relacionada ao aspecto político, a ética nos remete também à noção de cidadania e a vida em comunidade com o objetivo da realização das pessoas.

Que são valores morais?

Valores morais Pedro Menezes Professor de Filosofia, Mestre em Ciências da Educação Os valores morais são juízos construídos socialmente, fundamentados na ideia do bem, do que é certo ou errado. O conjunto desses juízos é chamado de moral – um conhecimento comum aos indivíduos de um determinado grupo, que orienta seus sentimentos e ações.

De modo geral, os valores morais representam o que uma sociedade compreende como sendo o correto em um determinado período histórico.Assim, esses valores servem como uma bússola moral para a orientação das ações, o chamado senso moral – um sentido capaz de gerar sentimentos positivos (admiração, felicidade, orgulho) e negativos (culpa, vergonha, tristeza).Os seres humanos são dotados de senso moral capaz de construir valores morais com base na experiência de uns indivíduos e universalizada, formando um saber comum.

A transmissão desse conhecimento está relacionado ao processo de sociabilização. São regras (ditas ou não) que normatizam a convivência.

Qual é a diferença entre ética e moral em que condições uma pessoa pode assumir a responsabilidade moral pelas ações que praticou?

Qual a diferença entre Ética e Moral? – A moral refere-se ao conjunto de normas e regras baseadas na cultura e nos costumes de determinado grupo social. Já a ética é o estudo e reflexão sobre a moral e sobre os princípios que sustentam e orientam as ações humanas.

Ética Moral
Definição A ética é o estudo e a reflexão sobre os princípios da moral, das regras de conduta aplicadas a alguma organização ou sociedade. É também chamada de filosofia moral. A moral se refere às regras de conduta que são aplicadas a determinado grupo, em determinada cultura.
De onde vem Da reflexão sobre as ações humanas. Dos costumes e do sistema social.
Por que seguimos? Porque se compreende que há um bem e que orienta e se manifesta a partir das ações. Porque a sociedade desenvolve as próprias normas e define o que é certo e errado.
Flexibilidade A ética é compreendida em sua universalidade, mas está sujeita à reflexão e a mudanças ao longo do tempo. A moral tende a ser consistente dentro de um determinado contexto, pouco sujeita a mudanças. Porém, pode variar de acordo com cada cultura ou grupo.
Exceções Uma pessoa poderá ir contra sua ética para se ajustar a um determinado princípio moral, como, por exemplo, o código de conduta de sua profissão. Uma pessoa que segue rigorosamente os princípios morais de uma sociedade pode não ter nenhuma ética. Da mesma forma, para manter sua integridade ética, pode violar os princípios morais dentro de um determinado sistema de regras.
Significado Ética vem da palavra grega ethos que significa “conduta”, “modo de ser”. Tem origem na palavra latina moralis, que significa “costume”.
Origem Universal. Cultural.
Tempo Tende à permanência. Temporal.
Uso Teórico. Prático.
Exemplo A ética é a ciência das virtudes humanas. A moral cristã prevê que a compaixão e o amor ao próximo são valores imprescindíveis da vida em sociedade.

Qual a diferença entre ética e moral no ambiente de trabalho?

Quais as diferenças entre ética e moral no ambiente de trabalho? – O conceito de ética profissional permite que associemos a ideia à formação do caráter do indivíduo. Ou seja, um colaborador humano e, por isso, empático. Porém, essas qualidades não estão necessariamente relacionadas à moralidade,

  • Embora os conceitos de ética e moral no ambiente de trabalho pareçam similares, a realidade é que ambos têm significados diferentes.
  • Enquanto moral é pautada e regida pela legislação trabalhista, além de normas, regras padrões, a ética, por sua vez, envolve comportamentos que vem de dentro para fora.

Uma conduta antiética pode contrariar a moral almejada dentro do ambiente organizacional. Por exemplo, se um trabalhador furta de seu colega de trabalho, a atitude fere os dois conceitos. Quais são as características da ética profissional? Como você pôde entender até esta parte do conteúdo, a ética profissional abrange uma série de comportamentos e condutas que regem não apenas as relações humanas no ambiente de trabalho, como também as rotinas operacionais. Veja agora quais são as características que integram a ética profissional.

Qual é a diferença entre ética e moral na enfermagem?

Resumo – Ética é o conjunto de princípios morais e valores que regulamentam os direitos e deveres de cada cidadão e que são estabelecidos e aceitos por um povo em um determinado tempo. A palavra moral possui diferentes sentidos, sendo associada ao comportamento humano, que se refere ao bem e ao mal.

Todas as profissões devidamente regulamentadas possuem um código de deontologia que normatiza os deveres e obrigações das profissões. Dessa forma, o código de deontologia da enfermagem busca normatizar os deveres do profissional enfermeiro e orientá-lo sobre o que deve ou não ser feito. Assim como o código de deontologia, a enfermagem também possui um código de ética próprio que mapeia todos os direitos, deveres e proibições.

Com base no que foi dito, surge o seguinte questionamento: como a enfermagem visualiza e encara seus códigos e diretrizes que regem a ética e moral dos enfermeiros tanto no meio acadêmico como em seu ambiente hospitalar? O presente trabalho tem como objetivo principal conhecer a concepção dos profissionais de enfermagem acerca dos conceitos de ética e moral.

  • Além disso, busca-se entender como os (as) enfermeiros (as) atuam nos serviços fazendo uso da ética e da moral, bem como analisar a influência da ética e da moral na assistência prestada pela enfermagem.
  • O presente trabalho constitui-se como uma pesquisa qualitativa de caráter descritivo, realizada por meio da construção de um referencial teórico, ou seja, uma revisão integrativa de artigos publicados em revistas e livros que discutem a temática.

Percebeu-se, nos resultados, que há entre alguns profissionais uma falta de clareza em distinguir a ética da moral, o que pode comprometer o atendimento ou a assistência prestada por esse profissional, uma vez que a responsabilidade da enfermagem perante o paciente está intimamente ligada ao seu código de ética, pois além de pautar as ações do enfermeiro, auxiliando-o em sua escolha, também está associado à experiência da prática profissional podendo oferecer ao profissional uma forma de assegurar cuidado seguro aos usuários.

  1. Considerando o que foi exposto, percebeu-se que cada pessoa possui a sua moral que é influenciada por vários fatores e que a utiliza nas ações que realiza.
  2. E que assim como a moral, a ética também se faz presente nos atendimentos de enfermagem.
  3. No entanto, além de ser influenciada pelos fatores supracitados, é também regulamentada por leis e decretos que regem a profissão, de modo a interferir direta e indiretamente na maneira como ocorre a assistência de enfermagem.

O reconhecimento da saúde como um bem é necessário para que os profissionais de enfermagem possam se posicionar de maneira adequada no cuidado prestado aos pacientes, estando eles embasados tanto no viver coletivo, quanto nas individualidades, e tendo a ética como instrumento fundamental na tomada de decisões e nos processos de trabalho do profissional, assegurando ao paciente sua dignidade e ao profissional, legalidade em seu trabalho.

Qual é a diferença entre amoral e imoral?

Imoral e amoral. Diferenças entre imoral e amoral Ultimamente, “imoral” e “amoral” têm sido aplicados para designar um mesmo significado: aquele que não tem moral, ética. É verdade, os dois termos referem-se à questão moral, no entanto, têm relações diferentes com ela.

Certa vez, Oscar Wilde disse “a arte não é moral nem imoral, mas amoral”! O que isso quer dizer? Vejamos por etapas e tendo por base o dicionário enciclopédico ilustrado Veja Larousse: Primeiramente, o que é moral ? É o que está “de acordo com os bons costumes e regras de conduta; conjunto de regras de conduta proposto por uma determinada doutrina ou inerente a uma determinada condição.” No mesmo dicionário, moral também é classificada como o “conjunto dos princípios da honestidade e do pudor”.

Daí este termo ser tão utilizado em âmbito social, principalmente no político! Imoral é tudo aquilo que contraria o que foi exposto acima a respeito da moral. Quando há falta de pudor, quando algo induz ao pecado, à indecência, há falta de moral, ou seja, há imoralidade.

  1. Amoral é a pessoa que não tem senso do que seja moral, ética.
  2. A questão moral para este indivíduo é desconhecida, estranha e, portanto, “não leva em consideração preceitos morais”.
  3. É o caso, por exemplo, dos índios no tempo do descobrimento ou de uma sociedade, como a chinesa, que não vê o fato de matar meninas, a fim de controlar a natalidade, como algo mórbido e triste.

Assim, o que Oscar Wilde quis dizer é que a arte não tem senso do que seja moral, por isso, para alguns, tudo o que é visto não causa assombro, está dentro dos costumes. Já para outros, dependendo do que se vê, é ultrajante, indecente! Não pare agora.