Laboratorio Cianorte

Dicas, Recomendações, Ideias

Qual O Formato Da Terra?

Qual O Formato Da Terra

Qual é o formato da nossa Terra?

Define-se a forma da Terra como geoide, que tem uma superfície irregular e, portanto, não corresponde a uma esfera.

Como explicar a forma da Terra?

Por que a Terra é redonda? Afinal, por que a Terra é redonda? Qual O Formato Da Terra Você já se perguntou o porquê de a Terra possuir uma forma arredondada? O planeta Terra, na verdade, não é exatamente redondo, ou seja, ele não forma uma esfera perfeita. O mais correto é dizer que ele possui um formato geoide, mais próximo à forma de uma elipse, o que se explica em razão do achatamento do planeta nos polos em função do movimento de rotação.

  1. Mas por que a Terra é redonda? A Terra, assim como os demais planetas do universo, possui esse formato arredondado por causa da ação da força da gravidade,
  2. Essa é a mesma força que nos mantém sobre o chão, pois ela “puxa” tudo em direção ao centro do planeta.
  3. Quanto maior for a massa de um planeta, maior será a força da gravidade.

Assim, pequenos corpos celestes (como os meteoros e os asteroides) não são redondos, pois a gravidade deles é praticamente nula. Graças à ação dessa força que puxa tudo para o seu centro, os planetas (incluindo o nosso) ficam redondos por essa ser a única forma em que todos os pontos da superfície ficam a uma mesma distância do centro, ou seja, a forma esférica é a mais estável possível.

Por Rodolfo Alves Pena Graduado em Geografia

: Por que a Terra é redonda? Afinal, por que a Terra é redonda?

Como foi provado que a Terra é redonda?

O primeiro registro em que se propõe que a Terra é redonda foi feito por Aristóteles em seu livro De Caelo (Sobre o céu), em 350 a.C. Nesse livro, ele expõe sua teoria sobre o que forma e diferencia os objetos celestes dos objetos na região sublunar, isto é, na área abaixo da Lua, próxima à Terra.

Como comprovar que a Terra é um geoide?

Um modelo geoidal é calculado a partir de medições da aceleração de gravidade, seja na superfície terrestre ou nos oceanos, além de medições conduzidas por satélites dedicados a essa temática.

Quando o formato da Terra foi conhecido?

Com a evolução da cartografia podemos saltar para o período da Idade Antiga, contemplando o período 600 a.C. à 300 d.C. na Antiguidade Clássica, quando houve importantes contribuições para a determinação da forma e da dimensão da Terra. Essas contribuições envolveram principalmente a Grécia Antiga.

Quem descobriu a forma da Terra?

História – A ideia de uma Terra esférica apareceu na filosofia grega no século VI a.C. com Pitágoras, embora a maioria dos pré-socráticos (séculos VI a V a.C.) mantivesse o modelo da Terra plana. Aristóteles forneceu evidências para a forma esférica da Terra em bases empíricas em torno de 330 a.C.

A partir de então, o conhecimento da Terra esférica começou a se espalhar gradualmente além do mundo helenístico. Nos tempos de Plínio, o Velho ( século I ), essa ideia era bem aceita no mundo greco-romano. Nessa época, Ptolomeu derivou seus mapas de um globo curvado e desenvolveu o sistema de latitudes e longitudes,

Entre os primeiros cristãos, uns poucos escritores questionaram ou mesmo se opuseram à esfericidade da Terra com fundamentos teológicos, mas muitos desses não são tidos como influentes em períodos posteriores como a Idade Média, devido à escassez de referências a seus escritos.

  1. A Idade Média começou com a desintegração da civilização romana, em torno do século VII, quando a Europa ocidental se desorganiza, empobrece e perde contato com muito do conhecimento científico que havia sido desenvolvido pelos gregos.
  2. Apesar disso, os principais escritos cosmológicos do início da Idade Média continuaram considerando a Terra como esférica; e é seguro afirmar que, no máximo em torno de 1100, época do Renascimento do Século XII, o modelo geocêntrico de Ptolomeu havia suplantado qualquer dúvida acerca da esfericidade da Terra na mente de pessoas educadas no continente.

Em contrapartida, Jeffrey Russell, em The Myth of the Flat Earth, insiste que a noção de que durante a Idade Média haveria uma crença na Terra plana teria sido forjada no século XVIII. Segundo Jeffrey, medievalistas e historiadores da ciência concordam atualmente que essa seria uma concepção falsa, e os poucos autores ocidentais do mundo antigo ou medieval que comprovadamente combateram a esfericidade da Terra foram exceção, sendo geralmente ignorados ou tratados com pouca seriedade nos círculos intelectuais de sua época.

Por que a Terra é redonda e o chão é reto?

5. Preste atenção ao fuso-horário – Enquanto em algumas partes do mundo é dia, em outras é noite. Segundo explica o Popular Science, a razão está no fato de a Terra ser redonda e girar em torno de seu próprio eixo. Por isso, enquanto o Sol ilumina uma parte da esfera, a outra permanece na escuridão. Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Porque tudo no universo é redondo?

Forma perfeita e estável: por que planetas são sempre redondinhos? Planetas, luas e estrelas podem ter os tamanhos mais variados, mas há algo em comum entre estes corpos celestes: o formato arredondado. Os planetas são esféricos por causa da força da gravidade, que atrai matéria (como poeiras e gases que estavam espalhados no espaço) em direção a seu núcleo.

Porque é que a Lua é redonda?

Por que a Lua é redonda? – Nosso satélite natural é esférico porque é massivo e tem gravidade suficiente para ficar redondo. As luas galileanas – Io, Europa, Ganimedes e Calisto – também são redondas pelo mesmo motivo. No entanto, as luas podem ter formas irregulares: por exemplo, as luas marcianas Fobos e Deimos se assemelham a asteroides por serem pequenas; e sua gravidade é insuficiente para torná-las esféricas.

Quem acreditava que a Terra era redonda?

Colombo acreditava que a Terra era uma esfera e, provavelmente, embasava sua teoria em conhecimentos obtidos por meio da cultura clássica.

Porque nós não conseguimos perceber a curvatura da Terra?

🌍 Por que não vemos a curvatura da Terra? 🌍 🔍 A curvatura da Terra não é perceptível no nosso dia a dia, pois é muito sutil em relação à escala humana. Nossos olhos têm um alcance limitado e enxergamos apenas uma pequena parte da superfície terrestre de cada vez.

  1. A curvatura se torna visível em locais com ampla visão, como aviões, montanhas altas ou no espaço.
  2. 🌐 Em lugares planos, como campos e oceanos, a curvatura é praticamente imperceptível.
  3. No entanto, a ciência e as imagens do espaço nos mostram evidências claras de que a Terra é uma esfera curva.
  4. Fotos tiradas do espaço confirmam sua forma arredondada, enquanto expedições ao redor do mundo também comprovam isso.

🚀 Embora não consigamos ver a curvatura da Terra em nosso cotidiano, podemos confiar na ciência para nos revelar a verdade sobre o formato do nosso planeta. É incrível pensar na imensidão da Terra em que vivemos e na importância de explorar além dos nossos limites visuais! 🌍✨ #CurvaturaDaTerra #SegredoRevelado #ZoomImpressionante #CiênciaExploratória #PerspectivaEnganadora #MistériosDoPlaneta #VisãoEnganosa #DescobrindoATruth #ExplorandoALimitaçãoHumana #CuriosidadesCientíficas Video credit – @astronomiainterestelar

Porque o formato da Terra é chamado de geoide?

Afinal, a Terra é redonda mesmo? Desde tempos antigos, já se sabia que a era redonda, embora algumas sociedades tenham resistido a essa ideia por muito tempo. Mas ainda nos dias de hoje persiste a dúvida: o nosso planeta configura-se como uma esfera totalmente perfeita, ou seja, com um raio igual em todos os seus pontos? Primeiramente, é importante que consideremos que a ideia de uma esfera matematicamente perfeita dificilmente será encontrada na natureza e em todo o universo.

  1. Essa concepção é, basicamente, uma construção intelectual humana e dificilmente se manifesta de maneira exata de forma natural.
  2. Nesse sentido, o modelo mais exato para expressar a forma da Terra é o geoide, ou seja, um formato quase esférico, mas com diversas deformações, diferenças de gravidade em vários de seus pontos e acúmulo de massa de maneira irregular ao longo de seu volume total.
See also:  Qual O Quê?

Além disso, as diferenças de altitude e profundidade não permitem também que o planeta seja exatamente redondo. No entanto, tudo dependerá da escala em que a análise será feita. Se imaginarmos a Terra vista de fora e em uma posição muito aproximada, veremos as diferenças entre as suas altitudes e depressões e poderemos perceber, até mesmo, que o nível das águas dos oceanos varia muito de uma região à outra.

  • Não pare agora.
  • Tem mais depois da publicidade 😉 Por outro lado, se considerarmos o planeta visto de longe, essas deformações tornam-se praticamente nulas.
  • Afinal, o ponto mais alto da Terra em relação ao nível do mar é o Everest, que possui pouco mais de 8 km de altitude, ao passo que o ponto mais profundo, a Fossa das Marianas no Oceano Pacífico, possui cerca de 11 km de profundidade.

Esses quase 20 km de diferença não são nada perante o diâmetro que o planeta possui – 12 742 km. Outra característica importante do formato da Terra é o seu leve achatamento nos polos. Isso acontece pela alta velocidade em que o movimento orbital de apresenta-se, a mais de 1600 km/h.

  • Mas por que a Terra apresenta esse formato quase esférico? A Terra e a maioria dos demais planetas e luas apresentam essa forma um pouco arredondada por causa da,
  • Assim, para manter certo equilíbrio entre as diferentes áreas, os corpos celestes tendem a apresentar esse formato mais esférico, pois, afinal, tudo é atraído para o centro do planeta.

: Afinal, a Terra é redonda mesmo?

Como podemos ter certeza que a Terra tem esse formato?

Qual é o formato da Terra? Sobre qual é o formato da Terra, sabe-se que, desde as propostas de Aristóteles, há mais de dois mil anos, é possível determinar que nosso planeta tem a forma arredondada. Qual O Formato Da Terra Os fusos horários e o posicionamento diferente de estrelas no céu são evidências do formato circular da Terra Há mais de dois mil anos, o, por meio de observações do posicionamento das estrelas, afirmou que a Terra deveria possuir o formato circular.

Em 500 a.C., os gregos observaram que, em diferentes posições na Terra, as no céu mudam, e que navios aproximando-se da costa mostram primeiro o mastro. Essas evidências comprovam que estamos sobre uma esfera, e não em um sistema plano. No entanto, atualmente, mesmo depois de todas as contribuições de,, e outros grandes estudiosos, as discussões sobre o “real” formato da Terra têm ganhado força.

Difundindo suas ideias principalmente nas redes sociais, os terraplanistas afirmam que a Terra é plana. De acordo com essa corrente de pensamento, o planeta possui forma achatada e é coberto pelo firmamento em formato de domo (cúpula). O e a possuiriam tamanhos muito menores que o real e fariam movimentos dentro do espaço do firmamento.

  1. A estaria nas bordas desse disco, conforme demonstra a figura a seguir.
  2. Para as pessoas que acreditam nessa teoria, a,, seria a principal responsável por manter a farsa da Terra redonda, e a justificativa para isso seria o poder financeiro e hegemônico.
  3. Segundo os terraplanistas, uma das formas de evidenciar que o planeta possui formato plano é utilizar câmeras com altíssima capacidade de aproximação e mostrar que o horizonte sempre será aproximado em linha reta.

Outras “evidências” que provariam esse formato plano da Terra estariam no fato de rios muito longos, como o Nilo, correrem por longas extensões sem sofrer reduções em seus níveis. Algumas provas do formato circular da Terra Existem inúmeras evidências do formato circular da Terra.

  1. Descrevemos a seguir alguns dos fatos mais simples que podem provar o formato arredondado do nosso planeta.1) A medida do raio da Terra feita por Eratóstenes: Não pare agora.
  2. Tem mais depois da publicidade 😉 O grego Eratóstenes nasceu em 275 a.C.
  3. E conseguiu determinar o primeiro valor para o raio da Terra.

A certeza do estudioso em relação ao formato circular da Terra provém da observação da incidência da luz do Sol sobre poços feitos em diferentes cidades. Eratóstenes verificou que no dia do um poço, em Siena, tinha o fundo iluminado pelo Sol, sem a nas bordas.

No mesmo dia, em Alexandria, o sol iluminava um poço, porém havia formação de sombra. A única explicação para isso é o formato arredondado da Terra.2) As circum-navegações, no século XVI, executou a primeira bem-sucedida. Ao seguir sempre na mesma direção, o navio, após determinado tempo, retornava ao ponto inicial, confirmando o formato circular da Terra.3) Os fusos horários Para um planeta com formato plano, o Sol deveria nascer ao mesmo tempo para todos os habitantes, porém não é isso que se observa.

, e isso acontece somente porque a Terra possui formato arredondado.

4) Lançamento de balões de hélio Ao lançar uma câmera acoplada a um balão de até a posição mais alta possível, as imagens mostraram uma terra arredondada! 5) Explorações e evidências espaciais As órbitas dos, a, o lançamento de astronautas desde, primeira pessoa a sair do planeta, e as imagens captadas por satélite são excelentes evidências do formato circular do planeta.

Essas e muitas outras constatações comprovam que o planeta possui formato esférico, com os polos achatados. A Terra mantém um movimento de rotação com velocidade de 1645 km/h e gira ao redor do Sol, estrela que nos fornece luz e calor. Por Joab Silas Graduado em Física Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja: JúNIOR, Joab Silas da Silva. “Qual é o formato da Terra?”; Brasil Escola, Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/qual-formato-terra.htm. Acesso em 20 de outubro de 2023. : Qual é o formato da Terra?

Qual é a forma da Terra vista do espaço?

Tudo que você sempre quis saber sobre a Terra! – Espaço do Conhecimento UFMG Qual O Formato Da Terra O ser humano já está explorando o espaço sideral, mas ainda há muito o que descobrir sobre o nosso planeta ! A Terra é imensa e ainda não foi totalmente desvendada pela ciência. Os oceanos, por exemplo, abrigam inúmeras formas de vida que não conhecemos a fundo.

Mas, a ciência moderna já conhece muita coisa sobre nossa morada no universo! Quer saber mais sobre a Terra? O Espaço te conta. Uma bola bem pesada A Terra se assemelha a uma grande bola e pesa 5.972.190.000.000.000.000.000.000kg, o que significa aproximadamente 6 septilhões de quilos, Planeta veloz A velocidade média de translação da Terra (o giro em torno do ) é de 107.218 km/h,

E sim, você, sentadinho no sofá, está a essa velocidade e nem percebe! Qual O Formato Da Terra Novinha Os cientistas acreditam que a Terra surgiu do material que restou da formação do Sol. Isso teria ocorrido há 4,5 bilhões de anos, Como o Universo está quase completando 14 bilhões de primaveras, nosso planeta é novinho. Rotação e translação e precessão Aprendemos na escola que a Terra se move de duas formas.

A rotação é o giro em torno de si mesma, o que produz o dia e a noite. Já a translação é o movimento em torno do, responsável pelas estações do ano. Mas, nosso planeta também se movimenta de outras formas, como a precessão. Nele, o eixo de rotação muda a sua orientação, como se fosse um pião, completando um ciclo a cada 26 mil anos!!! Rota de colisão? A Terra é atingida diariamente por, mas a maioria é pequena e destruída na atmosfera.

Rochas espaciais grandes, que tenham risco de consequências catastróficas, são raros. Os astrônomos acreditam que um asteroide como o que dizimou os dinossauros deve cair por aqui a cada 100 milhões de anos, A diferentona Todos os planetas do nosso sistema foram batizados com nomes de deuses romanos. Qual O Formato Da Terra Terra plana? Não, não. A Terra é redonda, o que já foi comprovado por diversas fotos feitas do espaço por astronautas ou sondas. Além disso, todos os outros planetas do Sistema Solar são redondos. Mesmo sem a tecnologia de hoje, no século 02 a.C., o grego Eratóstenes conseguiu calcular a circunferência terrestre a partir da diferença observada, em um mesmo dia, no comprimento da sombra de uma vareta em duas cidades ao meio dia.

See also:  MTalaa Ne Demek?

Qual é o satélite natural da Terra?

A Lua é o único satélite natural do planeta Terra. Esse corpo celeste possui um raio de aproximadamente 1740 km, o que o torna a quinta maior lua de todo o Sistema Solar.

Como a Terra era antes?

As evoluções da Terra e dos seres vivos Desde sua formação o planeta Terra já apresentou diversas configurações, houve períodos com temperatura muito elevada e em outros momentos o mesmo esteve tomado pelo gelo. Para a consolidação da configuração atual do planeta foi necessário milhões e até bilhões de anos para acontecer.

  • Desse modo, observe a seguir os principais eventos ocorridos no planeta.
  • Há aproximadamente 4,5 bilhões de anos teve início a formação do planeta Terra.
  • A Terra nesse período era muito quente como uma esfera de fogo, devido a isso não abrigava nenhum tipo de vida.
  • No decorrer do tempo o planeta entrou em um processo de resfriamento, que favoreceu o surgimento de uma estreita camada de rocha em toda extensão da superfície.

No processo de resfriamento a Terra expeliu uma grande quantidade de gases (nitrogênio, oxigênio) e vapores de água. A partir desses elementos formou-se a atmosfera que proporcionou a ocorrência das primeiras precipitações, com a acumulação de água da chuva surgiu os oceanos primitivos.

A origem da vida no Planeta Terra ocorreu primeiramente na água, em um primeiro momento surgiram seres primitivos, tais como as bactérias, algas e microrganismos, isso há cerca de 3,5 bilhões de anos. Após milhões de anos os primeiros seres marinhos evoluíram dando origem a outras formas de vida, como os primeiros invertebrados aquáticos (medusa, trilobitas, caracóis e estrela-do-mar), isso há aproximadamente 400 milhões de anos, além disso, as plantas tiveram sua dispersão nos ambientes.

Nesse mesmo período, determinadas plantas marinhas iniciaram um processo de adaptação externa, ou seja, passaram a se fixar em ambientes terrestres. Os grandes répteis, denominados de dinossauros, estavam dispersos em toda extensão do planeta há aproximadamente 200 milhões de anos, paralelo a esse fato surgiram os mamíferos e as primeiras plantas com flores (angiospermas).

  • Os grandes répteis foram extintos há aproximadamente 70 milhões de anos.
  • Há 65 milhões de anos a atmosfera já estava com a mesma configuração atual e as grandes cadeias de montanhas (Alpes, Andes e Himalaia) já tinham iniciado seu processo de formação.
  • Nesse momento, as aves e os mamíferos proliferaram por todo o globo em grande número.

Mais tarde, entre quatro milhões e um milhão de anos, surgiram os primeiros ancestrais do homem, desse momento em diante a Terra passou por diversos períodos de glaciação, porém há 11 mil anos as geleiras se estabilizaram somente nos pólos, onde existem atualmente.

Qual foi a primeira forma de representar a Terra?

As formas de representação da Terra: – – O que lhe parece melhor para aprender, um Globo, ou um Mapa? Fácil responder que é um Globo! Os antigos estavam mesmo certos, pois a imagem mais reproduzida em todos os tempos é a da Terra vista do Espaço! Qual O Formato Da Terra Desde que os satélites conseguiram chegar à órbita do Planeta as fotos da ‘nossa casa’ estão entre as mais vistas e reproduzidas na Terra. E você sabe qual foi a primeira frase pronunciada por um ser humano no Espaço? Foi do astronauta russo Yuri Gagarin, que em 1961, a bordo da nave Vostok, pronunciou o eterno encantamento de que “A Terra é azul!”,

Mas, na verdade, a Terra “parece” azul quando vista do Espaço da mesma forma que o Céu “parece azul” quando olhamos a partir da terra para o espaço. O fenômeno da cor azul está ligado à composição da Atmosfera e à luz do Sol. Temos Oxigênio (O 2 ) e Nitrogênio (N 2 ) na Atmosfera, que espalham radiação com menor comprimento de onda no espectro da luz nas moléculas do ar.

Este resultado nos dá a impressão da cor azul, que na verdade é a cor da Atmosfera quando sob a luz do Sol.

O que mantém a Terra suspensa no espaço?

Nota: “”Força G”” redireciona para este artigo. Este artigo é sobre a força da natureza. Para o filme com Sandra Bullock, veja Gravidade (filme), Para a desenho animado, veja Força G (animação), A gravitação mantém os planetas em órbita ao redor do Sol, (Sem escala.) A gravidade é uma das quatro forças fundamentais da natureza, em conjunto com o eletromagnetismo, a força nuclear fraca e a força nuclear forte, Na física moderna, a descrição mais precisa da gravidade é dada pela teoria geral da relatividade de Einstein, segundo a qual o fenómeno é uma consequência da curvatura espaço-tempo que regula o movimento de objetos inertes.

A clássica lei da gravitação universal de Newton postula que a força da gravidade é diretamente proporcional às massas dos corpos em interação e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre eles. Esta descrição oferece uma aproximação precisa para a maioria das situações físicas, entre as quais os cálculos de trajetória espacial.

Do ponto de vista prático, a atração gravitacional da Terra confere peso aos objetos e faz com que caiam ao chão quando são soltos (como a atração é mútua, a Terra também se move em direção aos objetos, mas apenas por uma ínfima fração). Do ponto de vista cosmológico, a gravidade faz com que a matéria dispersa se aglutine, e que essa matéria aglutinada se mantenha intacta, permitindo dessa forma a existência de planetas, estrelas, galáxias e a maior parte dos objetos macroscópicos no universo,

Onde foi criado a Terra?

Origem da Terra A Terra se formou a partir de uma grande explosão ocorrida no Sol há cerca de 4,5 bilhões de anos. Com a detonação solar, milhares de rochas se espalharam pelo espaço. Algumas, contudo, foram atraídas pela força gravitacional do Sol e começaram a girar em torno do astro.

  1. Uma delas deu origem ao planeta Terra.
  2. Neste momento, após a explosão, a Terra estava superaquecida.
  3. No entanto, no cosmos, as temperaturas são negativas, o que provocou um esfriamento de fora para dentro.
  4. Com este processo, começa a criação das massas rochosas, que dão origem à crosta terrestre.
  5. Este esfriamento liberou gases que formaram a atmosfera.

Acredita-se que a partir daí, as moléculas de hidrogênio e oxigênio se uniram e deram origem à água. Outra teoria afirma que a água chegou ao planeta através dos meteoritos que se chocavam com a Terra, pois estes continham cristais de H2O em sua composição.

Como era a Terra quando ela foi formada?

Nota: Este artigo é sobre evidências científicas relativas sobre a história da Terra. Para a história da humanidade, veja História do mundo, História da Terra com o tempo da éons à escala. A História da Terra diz respeito aos registros do desenvolvimento do planeta Terra até os dias de hoje. Quase todos os ramos da ciência natural contribuíram para o entendimento dos principais eventos do passado da Terra, caracterizados pela constante geológica da mudança e evolução biológica.

  • A escala de tempo geológico, foi definido pela conversão international, retrata os grandes períodos de tempo desde o início da Terra até o presente, e suas divisões registram alguns eventos definitivos da história da Terra.
  • No gráfico: Ga significa “bilhões de anos”; Ma, “milhões de anos”.) A Terra foi formada em torno de há 4,54 bilhões de anos, aproximadamente um terço da idade do universo, por acreção da nebulosa solar,
See also:  BeIktaş'ıN Maçı Ne Zaman?

A desgaseificação vulcânica provavelmente criou a atmosfera primordial, e depois o oceano, mas a atmosfera primitiva não continha quase nenhum oxigénio, Grande parte da Terra foi derretida devido a colisões frequentes com outros corpos, o que levou a um extremo vulcanismo.

  1. Enquanto a Terra estava em seu estágio inicial ( Proto-Terra ), acredita-se que uma gigantesca colisão de impacto com um corpo do tamanho de um planeta chamado Theia tenha formado a Lua.
  2. Com o tempo, a Terra esfriou, causando a formação de uma sólida crosta e permitindo a água líquida na superfície.
  3. O Éon Hadeano representa o tempo antes de um registro confiável (fóssil) da vida; começou com a formação do planeta e terminou há 4,0 bilhões de anos.

As seguintes Éons Arqueanas e Proterozóicas produziram rapidamente, dentro de algumas centenas de milhões de anos, o início da vida na Terra e sua evolução mais antiga, O Éon seguinte é o Fanerozoico, dividido em três eras: o Paleozoico, uma era de artrópodes, peixes e a primeira vida em terra; o Mesozoico, que mediu a ascensão, reinado e extinção climática dos dinossauros não-aviários; e o Cenozoico, que viu a ascensão dos mamíferos.

  1. Hominini, nossos primeiros antepassados ​​parecidos com humanos, surgiram em algum momento durante a última parte da época do Mioceno ; o surgimento dos primeiros hominídeos da ACEHC é atualmente debatido em uma ampla faixa de há 13 a 4 milhões de anos.
  2. O período quaternário que se segue é o tempo dos humanos foram reconhecíveis, o gênero Homo, mas esse termo de dois milhões de anos é muito pequeno na escala gráfica do ETG.

As primeiras evidências incontestáveis ​​da vida na Terra datam de pelo menos há 3500 milhões de anos, :68 durante a Era Eoarquéia, depois que uma crosta geológica começou a se solidificar após o Éon Hadeano, se fundido anteriormente. Existem fósseis de tapete microbiano como os estromatólitos encontrados em arenito de 3,48 bilhões de anos descoberto na Austrália Ocidental,

Outra evidência física inicial de uma substância biogênica é do grafite em rochas metassedimentares de 3,7 bilhões de anos descobertas no sudoeste da Groenlândia, bem como “restos da vida biótica ” encontrados em rochas de 4,1 bilhões de anos no oeste da Austrália. De acordo com um dos pesquisadores, “se a vida surgisse de forma relativamente rápida na Terra.

então poderia ser comum no universo “. Organismos fotossintéticos surgiram há entre 3200 e 2400 milhões de anos e começaram a enriquecer a atmosfera com oxigénio, A vida permaneceu pequena e microscópica até há cerca de 580 milhões de anos, quando a vida multicelular complexa surgiu, evoluiu com o tempo e culminou na Explosão Cambriana há cerca de 541 milhões de anos.

  1. Este evento trouxe a rápida diversidade de formas de vida na Terra que produziu a maioria dos principais filos conhecidos hoje e marcou o fim do Éon Proterozoico e o início do Período Paleozoico da Era Cambriana.
  2. Mais de 99 por cento de todas as espécies, totalizando mais de cinco milhões de espécies, que já viveram na Terra, estima-se que tenham se extinguido,

As estimativas do número atual de espécies terrestres variam de 10 milhões a 14 milhões, dos quais cerca de 1,2 milhões estão documentados, mas mais de 86 por cento não são descritos. Cientistas relataram recentemente que estima-se que 1 trilhão de espécies estejam na Terra no momento, com apenas mil e um por cento explicadas.

  • A crosta terrestre tem mudado constantemente desde sua formação.
  • Da mesma forma, a vida está mudando constantemente desde o primeiro aparecimento.
  • As espécies continuam a evoluir, assumem novas formas, dividem as espécies filhas ou se extinguem no processo de adaptação ou morrem em resposta ao ambiente físico em constante mudança.

Os processos tectônicos de placas continuam a moldar os continentes da Terra, os oceanos e a vida que eles habitam. A atividade humana é agora a força dominante que influencia a mudança global, afetando a biosfera, a superfície da Terra, a hidrosfera e a atmosfera, com perda de terras selvagens, exploração nos oceanos, emissões de gases do efeito estufa, redução da camada de ozônio e deterioração geral da qualidade do solo, do ar e da água.

Qual é o satélite natural da Terra?

A Lua é o único satélite natural do planeta Terra. Esse corpo celeste possui um raio de aproximadamente 1740 km, o que o torna a quinta maior lua de todo o Sistema Solar.

O que é modelo elipsoidal?

O elipsóide de revolução é definido como sendo o sólido geométrico gerado por uma elipse que gira em torno de seu eixo menor (eixo polar); Constitui a forma definida matematicamente que mais se aproxima da forma verdadeira da terra ; É a forma que permite maior precisão na representação da terra.

O que comprova a esfericidade da Terra?

Existem formas simples de verificar que a Terra é aproximadamente esférica. Observar as estrelas também nos fornece evidências da esfericidade da Terra. Algumas constelações visíveis em um hemisfério não são visíveis no outro, pois a própria Terra bloqueia o campo de visão do observador.

Porque é que a Terra é achatada nos polos?

Por que é que tal acontece? O que está por detrás deste achatamento? A questão colocada tem mais do que uma explicação. Uma das respostas mais habituais a esta questão é que tal se deve à rotação da Terra; e assim o é! De facto, a rotação da Terra leva a que, localmente e à sua superfície, haja um efeito centrífugo sobre a matéria.

  1. Essa força local centrífuga (também conhecida por fictícia) é máxima no equador e diminui com a latitude, até se anular nos polos geográficos.
  2. Este é, assim, um efeito local importante que produz um deslocamento da matéria na zona equatorial e, por consequência da conservação da matéria, leva ao achatamento dos polos.

Contudo, apesar de dominante, não é o único mecanismo responsável pela forma achatada da Terra. Também o “efeito de maré”, produzido sobretudo pela Lua e, menos acentuadamente, pelo Sol, tem influência. As forças de maré são muito conhecidas sobre a matéria líquida do planeta (nomeadamente, estão na origem da existência das marés da água), mas pouco expressivas (embora não totalmente desprezáveis) sobre a matéria sólida.

A deformação da massa sólida do planeta por ação das forças de maré da Lua e do Sol deformam ligeiramente a distribuição da massa na Terra tal como acontece com a maré cheia e a maré vaza da água e, desta forma, contribuem também para o efeito do achatamento dos polos. Combinado com as duas contribuições acima referidas, está o efeito gravítico.

À medida que a matéria se comprime nos polos, as forças gravitacionais exercidas pelo núcleo da Terra sobre a superfície, aumenta nesses pontos do planeta devido à proximidade com o centro da Terra, reforçando o efeito referido. Poder-se-ia, então, pensar que o achatamento dos polos é um processo contínuo e evolutivo.

Felizmente, não! De uma forma simples, pode-se dizer que a compressão da matéria origina o aparecimento de forças restauradoras do tipo elástico na região dos polos, que equilibram aquelas responsáveis por essa mesma compressão; por essa razão, o achatamento da Terra na região dos polos é um fenómeno estacionário.

A menos, claro está, que aconteça uma catástrofe apocalíptica!. Consultor científico: Paulo Simeão Carvalho, docente de Física da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Foto: Pergunta colocada na mostra da Universidade do Porto